Pedofilia, somente na Igreja Católica? Não senhor!

O mundo atualmente vive um caos. Em meio a tanta indiferença, tanto ateísmo, prepotência e soberba, é muito fácil e cômodo apontar os erros dos outros sem se preocupar com os próprios. É o que podemos perceber nos casos de abusos sexuais cometidos por parte de alguns padres (minoria absoluta) que não honram com os votos que fizeram. Muitos levantam sua voz, divulgam pela internet, a mídia explora massiva e cansativamente o assunto, como se todos os sacerdotes se comportassem dessa forma. Os inimigos da Igreja se auto-proclamam donos da verdade, da boa moral e índole, e desta forma atacam descaradamente a Igreja Católica.

Nesta situação, surgem muitos aproveitadores que dizem ter sofrido abusos, dizem ter sidos“cantados” pelos sacerdotes, a fim apenas de aparecer e para contribuir para a imagem da Igreja de denigra ou para atacar o celibato clerical. Isso se traduz por ódio puro e insensatez.

A grande verdade, a realidade nua e crua, é que tais acontecimentos não são exclusivos da Igreja Católica, mas podem ser encontrados em todos os meios. No trabalho, mulheres sofrem em casos de abuso sexual por parte de seus superiores e colegas de trabalho, fato que também acontece com homens. Nas escolas vemos casos de professores (as) cantando alunas (os)  e se relacionando sexualmente com eles, entre a própria família também vemos casos de pais, padrastos e tios que engravidam suas meninas e abusam de seus garotos. Isso também acontece nas pseudo-igrejas (seitas) protestantes em que seus supostos pastores se consideram puros, dignos e superiores aos católicos. Abaixo listamos alguns exemplos. No entanto, lembramos que todas as notícias tem sua fonte indicada logo abaixo, estão disponíveis na internet em diversos sites e foram colhidas para o desenvolvimento deste post. Não sabemos o final de caso, não condenamos e não julgamos ninguém. Nosso propósito é mostrar que tal problema não acontece apenas na Igreja Católica, mas no meio protestante também.

Patrick Means, em seu livro Men’s Secret Wars (As Guerras Secretas dos Homens), numa pesquisa entre os “evangélicos” destaca: 64 por cento dos “pastores evangélicos” e leigos têm problemas com vício sexual, inclusive pornografia e outras atividades sexuais secretas. Especificamente, 25 por cento confessaram ter cometido adultério depois de casados e depois de se tornarem “evangélicos”. Diz o Artigo de Julio Severo, no site evangélico: http://www.jesussite.com.br/acervo.asp?id=853

Já em junho de 2006 a seguinte notícia da revista “Enfoque” edição nº 59 foi veiculada “Perigo até na Igreja” Que traz alguns casos de pastores que cometeram a pedofilia.

Fonte: http://www.revistaenfoque.com.br/index.php?edicao=59&materia=433

Já em julho de 2007 tivemos a seguinte notícia: “Pastor é preso quando fazia sexo oral com adolescente”, que foi preso em flagrante.

Fonte: http://www.paulopes.com.br/2007/07/pastor-e-preso-quando-fazia-sexo-oral.html

Já em Novembro  de 2008 temos a seguinte notícia:  “Pastor estupra garota em nome de Jesus”, em que vemos que uma garota de 14 anos que por gostar do filho do pastor, caiu na lábia do pai do rapaz que disse que se ela fizesse um sacrifício como Abraão havia feito na Bíblia, mantendo relações sexuais com ele por três vezes, conquistaria seu filho… Ele foi condenado a 21 anos de cadeia. Fonte: http://www.paulopes.com.br/2008/11/condenado-o-pastor-que-estuprou-garota.html

No artigo “Pastor evangélico engravida menina porque foi ‘uma promessa de Deus’” do ano de 2009 podemos ler a afirmação delirante de que o pastor L. E.o da Assembléia de Deus, assume que engravidou uma garota de 14 anos, que trabalhava em sua casa desde os 7, mas não foi  violência sexual, porque a gravidez da menina foi uma “promessa de Deus”. E com a confiança depositada no pseudo-pastor, a pobre garota acaba acreditando que de fato foi escolhida para ter um filho com o sujeito…

Fonte: http://www.paulopes.com.br/2009/06/pastor-engravida-menina-e-afirma-foi.html#ixzz1bsnu8I6F

Em março de 2011 temos a notícia de que a Polícia indiciou pastor sob a acusação de abusar de oito adolescentes, sendo uma das desculpas do mesmo de que queria “examinar” uma menina se estava grávida do namorado porque tinha “conhecimentos médicos”.

Fonte: http://www.paulopes.com.br/2011/03/policia-indicia-pastor-sob-acusacao-de.html

Em 18/07/11 temos um artigo muito interessante, porém, como os demais, não foi divulgado pela mídia, pois o interessante é atacar a Igreja Católica. Trata-se do “No noticiário, casos de pastores pedófilos superam os de padres”, que diz “Aqui, tem havido no noticiário da internet muito mais casos de pastores pedófilos ou suspeitos dessa prática do que os seus colegas padres, sem que a grande imprensa dê conta disso. Três exemplos recentes. No dia 20 de junho, a Polícia Civil de Duque de Caxias (RJ) prendeu o pastor J. F. S., 52, que estava foragido por ter sido condenado a 12 anos de prisão por ter estuprado quatro meninas. No dia 1º de julho, o pastor D. S. M., 55, de um templo da Assembleia de Deus em Magé, na Baixada Fluminense, foi preso sob a suspeita de ter abusado de uma menina de 12 anos. Dias depois, a imprensa portuguesa informou que o pastor C. M., 43, da mesma denominação, fugiu para o Brasil porque teria violentado um menino de 13 anos. 

A imprensa dá muito mais visibilidade aos casos de padres pedófilos, como se as vítimas deles fossem mais importantes. […]  Com base apenas nesse noticiário, não é possível dizer que existem proporcionalmente mais pastores pedófilos do que padres. Para isso, haveria a necessidade de um estudo aprofundado, que levasse em conta, por exemplo, a quantidade de pastores e de padres.
O evidente é que os líderes evangélicos, provavelmente por causa de grande pulverização das denominações, não têm manifestado preocupação com a pedofilia de seus sacerdotes, diferentemente do que ocorre em relação à Igreja Católica. (Sublinhado e negrito Doutrina Católica).

Fonte: http://www.paulopes.com.br/2011/07/no-noticiario-casos-de-pastores.html

Já no artigo “Pastor da Revelação de Deus é preso sob acusação de abusar de criança”  podemos ver que o o pastor S.R., 47, da Igreja Pentecostal Revelação de Deus, foi preso por abusar da filha de uma cunhada. A menina contou à delegada Elielza Braga e a duas integrantes do Conselho Tutelar que S.R. a obrigou a pegar na genitália dele.

Fonte: http://www.paulopes.com.br/2011/08/pastor-da-revelacao-de-deus-e-preso-sob.html

No artigo de Setembro de 2011 podemos ver que A.L.R., 42, está movendo um processo na Justiça contra o pastor J. L. sob a acusação de ter sofrido abuso sexual dele em sua juventude, de 1984 a 1990, em Paranaguá (PR).  J.L. é da Igreja do Evangelho Quadrangular em Alagoas e vereador em Maceió pelo DEM. A.L.R. é também pastor, só que da Igreja Besteda. Ele disse que relatou o abuso à polícia em agosto de 2007. O caso tramita em segredo de Justiça. Segundo a notícia veiculada o assédio do pastor ao jovem começou quando o mesmo procurou o pseudo-pastor, pois queria se tornar um também, e mesmo casado passou a ter um relacionamento homossexual com o jovem.

Fonte: http://www.paulopes.com.br/2011/10/evangelico-afirma-ter-sido-violentado.html

Dessa forma podemos tirar algumas conclusões:

1 – A mídia só transmite os casos que ocorrem na Igreja Católica, ignorando a maioria dos inúmeros casos no seio protestante ou em outros ambientes;

2 – Como podemos ver em um dos artigos expostos, os líderes protestantes não tem demonstrado a preocupação com os casos de pedofilia cometidos por seus pseudo-pastores, Diferentemente do que ocorre com a Igreja Católica, que tem manifestado diversas vezes seu repúdio e tem estabelecido meios eficazes de combate, denúncia e apoiado o julgamento e a condenação de seus membros que cometem tais atrocidades.

 Fiquemos atentos…

In corde Iesu,

Equipe Doutrina Católica.

Anúncios

Sobre Doutrina Católica

O Doutrina Católica é um espaço mantido por fiéis leigos da Santa Igreja Católica. Estamos cansados de tantos ataques externos e tanto desconhecimento também dos próprios católicos, por isso nossa intenção com o blog é divulgar e defender a Igreja Católica. Estamos abertos a discussão e a parcerias, ajude-nos a crescer!
Esse post foi publicado em Polêmicas e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Pedofilia, somente na Igreja Católica? Não senhor!

  1. Em todas as áreas profissionais, religiosas,escolas, trabalho, vizinhos parentes, esta é a realidade escancarada,peçamos a Deus principalmente, por aquele que defendem a moral cristã para que se portem digna e testemunhem suas virtudes cristas,de maneira coerente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s