Doutrina: Os mandamentos da lei de Deus : 1º Amar a Deus sobre todas as coisas

Primeiro mandamento:

Amar a Deus sobre todas as coisas (ver Ex 20, 2-5 e Mt 22, 37).

Esse mandamento nos convida a que Deus seja o centro de nossas vidas. Somos chamados a acreditar, confiar, dar testemunho d’Ele e amá-Lo com todas as nossas forças. Se a minha fé, esperança e o amor (caridade) não estão primeiramente depositadas em Deus, devo revisar-me. No caso do jovem rico, que falamos acima o apego ao dinheiro vinha em primeiro lugar. Como deve ter se sentido triste Jesus ao ver aquele jovem dando as costas a Ele porque não conseguia desapegar-se das suas riquezas?

A Igreja nos propõe um caminho para viver esse mandamento, que dividiremos em dois grupos: o que devemos viver e o que devemos evitar.

O que devemos viver

  •  A adoração: reconhecê-lo como Deus e Pai-Nosso. A participação na Missa, a adoração ao Santíssimo podem ser formas de adorar a Deus.
  •   A oração: agradecer, suplicar e pedir sua intercessão. Deus é nosso amigo, portanto devemos confiar n’Ele e sempre conversar com Ele.
  •   O sacrifício: toda ação que busca nos unir mais a Deus

Promessas e votos: coisas que nos comprometemos diante de Deus para ficarmos mais próximos d’Dele. A devoção a Nossa Senhora Aparecida e tantas promessas que são deixadas diariamente na Sala das Promessas é um meio muito querido para crescer no amor a Deus. Vale apenas lembrarmos que as promessas que fazemos a Deus devem ser gratuitas (não é o que alguns costumam fazer: farei isso se receber aquilo…). Deus me dá sempre o melhor, mas nem sempre o melhor para mim é o que eu estou pedindo.

O que devemos evitar

  •  Evitar os pecados contra a fé: A incredulidade, a heresia (negação pertinaz ou dúvida, após a recepção do Batismo, de qualquer verdade que se deve crer com fé divina e católica), a apostasia (repúdio total da fé cristã) e o cisma (recusa de sujeição ao Papa ou da comunhão com os membros da Igreja a ele sujeitos);
  •  Evitar os pecados contra a esperança: o desespero (duvidar que Deus realmente pode nos salvar e perdoar nossos pecados e a presunção (acreditar que podemos nos salvar sem a ajuda de Deus);
  •   Evitar os pecados contra o amor a Deus: a indiferença, a ingratidão, a tibieza, a acídia e o ódio;
  •   A superstição: perda do correto sentido da religião;
  •    A idolatria: divinizar aquilo que não é Deus;
  •   A adivinhação ou magia, como consultar horóscopos, astrologia, interpretação de presságios e da sorte, quiromancia, etc.;
  •   Tentar a Deus: colocar Deus a prova por pensamento palavra ou obra;
  •  O sacrilégio: profanar as coisas de Deus;
  •    A simonia: venda ou compra de coisas espirituais;
  •    O ateísmo: rejeita ou nega a Deus;
  •    O agnosticismo: indiferença quanto à existência de Deus, dizendo ser “impossível provar”.

Se quiser aprofundar um pouco mais no conteúdo dessa matéria, poderá encontrar informações no Catecismo da Igreja Católica, dos números 2052 ao 2141.

Fonte: a12.com

Sobre Doutrina Católica

O Doutrina Católica é um espaço mantido por fiéis leigos da Santa Igreja Católica. Estamos cansados de tantos ataques externos e tanto desconhecimento também dos próprios católicos, por isso nossa intenção com o blog é divulgar e defender a Igreja Católica. Estamos abertos a discussão e a parcerias, ajude-nos a crescer!
Esse post foi publicado em Doutrina Católica, Mandamentos da lei de Deus e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s