Formação – Ficha 8: O mistério da Igreja (1ª LG)

Constituição Dogmática LUMEN GENTIUM – Sobre a Igreja

A Luz dos Povos, a luz das gentes!

Introdução e o Mistério da Igreja (LG 01)

Introdução

Sem sombra de dúvidas, a Lumen Gentium (LG) é um dos documentos mais importantes do Concílio Vaticano II, pois trouxe aos leigos e leigas, e à própria Igreja enquanto Instituição hierárquica uma nova imagem da Igreja como “Povo de Deus”, formada por todos os batizados em Cristo, e com Ele transformados em um Reino de sacerdotes para Deus. Sacerdotes, profetas e reis que, independentemente do sacerdócio comum ou do sacerdócio ministerial, participam do Sacerdócio único de Cristo (Heb 5,1-10).

Pelo conteúdo e pelas profundas implicações para o futuro, a elaboração e a votação da LG foram um tanto conturbadas e muito discutidas. […] O Frei e depois Bispo, Boaventura Kloppenburg, na Introdução Geral dos Documentos do Concílio afirma que, tal como a Dei Verbum, a Lumen Gentium é dogmática porque “teve a intenção formal de ensinar, propor doutrinas e mesmo doutrinas novas” [1]. Com o texto consolidado, o Documento foi aprovado e solenemente promulgado pelo Papa Paulo VI em 21/12/1964, porém a novidade deste Documento provocou, e provoca até hoje, uma certa dificuldade de aceitação dentro da própria Igreja.

A LG está  dividida em 8 capítulos: I – O Mistério da Igreja; II – O Povo de Deus; III – A Constituição Hierárquica da Igreja e em especial o Episcopado; IV – Os leigos; V – Vocação Universal à Santidade na Igreja; VI – Os Religiosos; VII – A Índole Escatológica da Igreja Peregrina e sua União com a Igreja Celeste; e VIII – A Bem-Aventurada Virgem Maria Mãe de Deus no Mistério de Cristo e da Igreja. Neste estudo, eles serão tratados em cinco Fichas assim nomeadas: I) Introdução e O Mistério da Igreja; II) O Povo de Deus; III) Uma Igreja Ministerial;  IV) Vocação à santidade e índole escatológica da Igreja; V) A Bem-Aventurada Virgem.

Capítulo I – O Mistério da Igreja

O primeiro capítulo da LG aborda o Mistério da Igreja, afirmando que “Cristo é a luz dos povos” cuja claridade resplandece na face de uma Igreja que se mostra em Cristo, ao mundo, como sacramento ou sinal, e também como instrumento da íntima união com Deus e da unidade de todo o gênero humano. “E, retomando os ensinamentos dos Concílios anteriores, ela deseja oferecer aos seus fiéis e a todo o mundo, um ensinamento mais preciso sobre sua natureza e sua missão universal” (LG1). Ao expor que “as presentes condições do mundo tornam ainda mais urgente este dever da Igreja, a fim de que todos os homensalcancem também a unidade total em Cristo”, a LG assume a necessidade de dialogar com a modernidade, com as demais confissões cristãs e com as religiões não cristãs.

Aborda também o Plano Divino para a salvação, pela bondade, sabedoria, e vontade livre e insondável do Pai Eterno ao criar o mundo, decidindo elevar os homens à participação da sua vida divina, não os abandonando quando pecaram em Adão, mas sempre lhes proporcionando auxílios necessários para se salvarem, na perspectiva de Cristo Redentor, Aquele que cumprindo a vontade do Pai Eterno em plena obediência aos seus desígnios, instaurou na Terra o Reino dos Céus cujo mistério nos revelou e consumou a redenção resgatando o gênero humano, oferecendo a salvação (LG2).

Acesse a ficha completa em: http://www.ambientevirtual.org.br/fichas-de-estudo/o-misterio-da-igreja/

[1]  Kloppenburg, B., Introdução Geral aos Documentos do Concílio, Compêndio do Vaticano II,  1968, Ed. Vozes,  4 ed. p. 17.

______________________

E-referências

Costa, Henrique Soares da,  A Lumen Gentium.

CNLB, Igreja  Mistério.

Fonte: Arquidiocese de Campinas

Sobre Doutrina Católica

O Doutrina Católica é um espaço mantido por fiéis leigos da Santa Igreja Católica. Estamos cansados de tantos ataques externos e tanto desconhecimento também dos próprios católicos, por isso nossa intenção com o blog é divulgar e defender a Igreja Católica. Estamos abertos a discussão e a parcerias, ajude-nos a crescer!
Esse post foi publicado em Aprendendo, Desenvolvimento da Igreja, Formação, História, Reflexão e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s