A Semana Santa

Vamos entender um pouco mais sobre a Semana Santa, momento ideal para a reflexão sobre o amor incondicional de Jesus por nós, que se doa na cruz para a nossa salvação.

Domingo de Ramos

A Semana Santa começa no domingo chamado de Ramos porque celebra a entrada de Jesus em Jerusalém montado em um jumentinho – o símbolo da humildade – e foi aclamado pelo povo que, com ramos nas mãos, louvavam e cantavam Hosana a Jesus, rei dos Judeus.

Quinta-feira Santa

A Quinta-feira Santa corresponde ao último dia da Quaresma e nos introduz ao Tríduo Pascal. Esse dia nos prepara finalmente para a Páscoa, iniciando a celebração pascal. Ela é dividida em dois momentos:

1)      Neste dia, pela manhã, celebra-se a Missa Crismal, momento em que todo o clero se reúne com seu bispo e renova seus votos sacerdotais, além de nesta mesma ocasião se abençoar os santos óleos utilizados nos sacramentos. (Obs.: Por motivos pastorais, esta celebração poderá ser antecipada para 4ª feira santa).

2)    Durante a noite ocorre a missa conhecida como “lava-pés”. Celebramos como Jesus que na última ceia lavou os pés dos Apóstolos, num gesto de amor-serviço e também instituiu os mistérios da Eucaristia (“Isto é o meu corpo […] Este é o cálice do meu Sangue”) e do sacerdócio cristão (“Fazei isto em memória de mim”), além de instituir o Mandamento do amor. Essa missa nos transmite uma verdadeira catequese sobre o sacerdócio ministerial, assim como o sacerdócio geral dos fiéis recebido pelo Batismo, pois, “Jesus Cristo fez de nós um reino de sacerdotes para Deus Pai”.

Ao fim da Missa, todos os paramentos, flores, toalhas são retirados, o altar deve ficar desnudo, simbolizando a captura de Jesus rumo a sua Paixão definitiva. A Sagrada reserva Eucarística não volta ao sacrário, mas deve ficar em um local previamente preparado para ser adorado pelos fiéis, voltando ao sacrário apenas no sábado santo.


Sexta-feira Santa

A tarde de Sexta-feira Santa apresenta o drama da morte de Cristo no Calvário. A cruz erguida sobre o mundo segue de pé como sinal de salvação e de esperança. Com a Paixão de Jesus segundo o Evangelho de João contemplamos o mistério do Crucificado, com o coração do discípulo Amado, da Mãe e do soldado que transpassou com uma lança o coração de Jesus.

Sábado Santo

Este é na verdade “o dia que o Senhor fez para nós”. O fundamento de nossa fé. A experiência decisiva de que a Igreja, como Esposa unida ao Esposo, recorda e vive cada ano renovando sua sua comunhão com Ele, na Palavra e nos Sacramentos desta noite:

a)      Benção do fogo novo: Devolver-se-á ao círio o sagrado papel de significar ante os olhos do mundo a glória de Cristo Ressuscitado. Por isso se grava em primeiro lugar a cruz no círio.

b)      O Pregão Pascal ou “Exultet”: hino de louvor, em primeiro lugar, anuncia a todos a alegria da Páscoa, alegria do céu, da terra, da Igreja, da assembléia dos cristãos. Esta alegria procede da vitória de Cristo sobre as trevas.

c)       A liturgia da Palavra: Esta noite a comunidade cristã se detém mais que o usual na proclamação da Palavra. Tanto o Antigo como o Novo Testamento falam de Cristo e iluminam a História da Salvação e o sentido dos sacramentos pascais.

d)      A bêncão da água: trata-se sobretudo de bendizer a Deus por tudo o que fez por meio da água ao longo da História da Salvação (desde a criação e a passagem pelo Mar Vermelho até o Batismo de Jesus no Jordão), implorando-lhe que hoje também este sinal atualize o Espírito de vida sobre os batizados.

e)      A Celebração Eucarística é o ápice da Noite Pascal. É a Eucaristia central de todo o ano, mais importante que a do Natal ou da Quinta-feira Santa. Cristo, o Senhor Ressuscitado, nos faz participar do seu Corpo e seu Sangue, como memorial de sua Páscoa: Jesus Ressuscitou!

Domingo da Páscoa

O Domingo de páscoa é o dia em que até mesmo a mais simples igreja se reveste com seus melhores ornamentos, é o ápice do ano litúrgico. É o aniversário do triunfo de Cristo.

Fonte: Paróquia Dom Bosco – Campinas/SP – com algumas alterações do blog.

Anúncios

Sobre Doutrina Católica

O Doutrina Católica é um espaço mantido por fiéis leigos da Santa Igreja Católica. Estamos cansados de tantos ataques externos e tanto desconhecimento também dos próprios católicos, por isso nossa intenção com o blog é divulgar e defender a Igreja Católica. Estamos abertos a discussão e a parcerias, ajude-nos a crescer!
Esse post foi publicado em Aprendendo, Doutrina Católica, Reflexão, Tempo Litúrgico e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para A Semana Santa

  1. Carlos disse:

    Caro Leandro,
    Parabéns pelo seu site em defesa da Fé. Já salvei em meus favoritos e vou visitar sempre. E, na medida do possível, partipar dos debates.
    Forte abraço!
    Em Cristo,
    Carlos.

    • Olá Carlos, a paz!

      Agradeço sua visita! Sei o quanto seus comentários são valiosos, espero sempre contar com eles aqui no Doutrina! Seja sempre muito bem vindo!

      Abraço!

      Em Cristo,
      Leandro.

  2. Pingback: A Quinta-feira Santa – Reflexões pertinentes | Doutrina Católica

  3. As matérias postadas nesta página é uma aula catequética. Obrigado, paz e bem. “tio Beto”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s